ANÁLISE DO AMBIENTE

Diagnóstico Estratégico

O diagnóstico estratégico compreende a primeira fase do processo de planejamento estratégico e seu objetivo é avaliar qual a situação da empresa quanto a seus aspectos internos e externos, classificando seu processo administrativo de acordo com as respostas obtidas.

A maior parte das empresas não se preocupa de maneira natural e contínua com os problemas estratégicos. Para essas empresa que não estão preparadas para responder aos desafios estratégicos, a tomada de consciência do problema geralmente ocorre de forma traumática. Essa conscientização tanto pode ser decorrente de uma pressão interna, quanto de uma influência externa à empresa.

Da maneira como as mudanças ambientais vêm ocorrendo, nenhuma empresa pode se considerar imune às ameaças do ambiente. Sendo assim, a decisão de planejar ocorre através da percepção de eventos futuros que poderão ou não estar de acordo com o que se deseja.

O diagnóstico apresenta algumas premissas básicas:

  •  
  • é necessário que se considere o ambiente onde está inserida a empresa, assim como suas variáveis relevantes;
  •  
  • esse ambiente proporcionará à empresa oportunidades que deverão ser usufruídas e ameaças que deverão ser evitadas;
  •  
  • para enfrentar a situação ambiental é preciso ter plena consciência dos seus pontos fortes e fracos;
  •  
  • o processo de análise interna e externa deverá ser integrado, contínuo e sistêmico.

Analise Interna e Externa da Empresa

O diagnóstico estratégico apresenta os seguintes componentes:

  • PONTOS FORTES: é composto por variáveis externas e controláveis que propiciam uma condição favorável para a empresa, em relação a seu ambiente.
  • PONTOS FRACOS: são as variáveis externas e controláveis que acarretam uma situação desfavorável para a empresa, em relação a seu ambiente.
  • OPORTUNIDADES: compõem-se das variáveis externas e não controláveis pela empresa, mas que podem gerar condições favoráveis à ela, desde que haja condições e/ou interesse em usufuí-las.
  • AMEAÇAS: são as variáveis externas e não controláveis pela empresas que tem condições de desfavorecerem a empresa.

Os pontos fortes e fracos compõem a análise do ambiente interno as empresa, já as oportunidades e ameaças compõem a análise do seu ambiente externo. Os pontos fortes e fracos representam as variáveis controláveis, enquanto as oportunidades e ameaças correspondem às variáveis não controláveis. Evidentemente o maior problema reside nas variáveis sobre as quais não se tem controle.

 

Análise do Ambiente | Ambiente Externo | Ambiente Interno | Links | Bibliografia